Mostrando postagens com marcador Charges. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Charges. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 24 de junho de 2019

Educação:Menos da metade dos brasileiros com mais de 25 anos completou Educação Básica


Crédito: Marcello Casal Jr Agência Brasil
Dos brasileiros com 25 anos ou mais, apenas 47,5% completaram a Educação Básica. E 6,9% deles não tinha qualquer instrução. O Nordeste é a região com maior deficiência em escolaridade, com 61,1% dos seus residentes sem ensino básico completo. 
Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) de 2018, divulgados nesta quarta-feira (19). Entre os dados apresentados, referentes ao segundo semestre de 2018, o levantamento evidencia que a rede pública é responsável por 74,5% dos alunos na Educação Infantil; 82,3% do Ensino Fundamental; e 87% do estudantes matriculados no Ensino Médio. Para quem ficou curioso, no Ensino Superior, esse cenário muda e a rede privada detem a mais de 71% das matrículas. 
A pesquisa mostra avanços na Educação, porém evidencia uma discrepância racial e entre as regiões do país. Veja os principais dados apresentados: 
ANALFABETISMOEntre 2017 e 2018, houve uma redução de 121 mil analfabetos. Mas hoje, quem são os analfabetos no Brasil? A Pnad aponta que a maioria das pessoas analfabetas no país é formada por mulheres pretas ou pardas com 60 anos ou mais. 
Em 2018, quase 6 milhões de pessoas com 60 anos ou mais eram consideradas analfabetas, ou seja, 18,6% do grupo etário. Este número representa uma diminuição nos índices de analfabetismo: em 2016, 20,4% do grupo eram analfabetos. A menor taxa de analfabetismo (6,8%) registrada está entre jovens com 15 anos ou mais - dado que poderia apontar para avanços recentes no acesso à Educação. 
Entre o grupo mais velho, a taxa de analfabetismo de pessoas pretas ou pardas é de 27,5%, enquanto de brancos é de 10,3%, isto é, uma diferença percentual de 17,2. Entre os mais jovens, essa diferença cai para 5.9 pontos percentuais - 3,9% são brancos e 9,1 são pretos ou pardos. 
NÍVEL DE INSTRUÇÃODevido às diferentes trajetórias escolares, a pesquisa investiga o nível educacional alcançado por cada pessoa com um recorte etário de 25 anos ou mais. A Pnad revela que 52,5% desse grupo não completaram a Educação Básica, isto é, não chegaram ao final do Ensino Médio. Destes, quase 60% eram pretos ou pardos.
Em 2018, 6,9% das pessoas com 25 anos ou mais não tiveram nenhuma instrução; 33,1% tem o Fundamental incompleto; 8,1% o Fundamental completo; 4,5% Ensino Médio incompleto; e 26,9% do EM completo. Estes dados mantêm uma taxa de crescimento nacional, mas ainda demonstram que a maioria da população não completou o Ensino Básico. Neste grupo, um dado que salta aos olhos é a alta concentração de pessoas no Nordeste, que tem 61,1% dos seus residentes sem Ensino Básico completo. 
Entre esse mesmo grupo, a pesquisa também investigou a média de anos de estudo. A média nacional foi de 9,8 anos em 2018, sendo que, em 2016, foi de 8,9 anos. Entre as regiões brasileiras, a melhor média é do Sudeste com 10 anos e a pior, o Nordeste com 7,9

Distribuição das pessoas com 25 anos ou mais de idade, segundo nível de instrução (em %)

Em 2018, 52,6% das pessoas não haviam completado o ensino básico obrigatório e 40% da população nessa faixa etária não completaram o Ensino Fundamental ou não tiveram instrução


Chart

Pessoas com 25 anos ou mais de idade que concluíram o ensino básico obrigatório, segundo cor ou raça (em %)

Chart

Pessoas com 25 anos ou mais de idade que concluíram o ensino básico obrigatório, segundo grandes regiões (em %)

Em 2018, 61,1% dos moradores do Nordeste não haviam concluído o ensino básico. Enquanto no Sudeste esse valor diminui para 46,4%. Veja a comparação entre 2016 e 2018 de quem concluiu o ensino básico:


2016
2018
Chart
Chart
Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) de 2018
Infográfico: Paula Salas
Fonte: NovaEscola
Professor Edgar Bom Jardim - PE